Bem-vindo

Vamos te dar as melhores dicas e te manter atualizado de tudo que há de novo no mercado de Segurança Eletrônica no Brasil e no mundo.

Como escolher uma câmera de segurança?

Como escolher uma câmera de segurança?

0
(0)

Se você chegou até aqui, certamente precisa instalar uma câmera de segurança. Mas o mercado atual está repleto de câmeras de segurança e todas afirmam serem as melhores.
Contudo, pode ser que você compre uma câmera de segurança e não seja o que você esperava. Isso já pode ter acontecido com você.

Então, como escolher a câmera que melhor se adapta à sua situação?

De uma forma breve, simples e clara quero explicar como tomar uma boa decisão.
Para fazer uma boa escolha, você deve levar em consideração alguns pontos que mencionaremos abaixo. Continue lendo para saber mais.

Escolhendo a câmera de segurança

1. Câmeras com ou sem fio?

Uma boa opção é implementar um sistema de câmeras IP, tecnologia capaz de combinar as possibilidades de uma câmera com as de um computador que analisa as imagens que observamos. Assim é possível ter conhecimento em tempo real e à distância, através de uma ligação à Internet ou de uma rede local observando tudo o que se passa nas nossas instalações.

A qualidade de imagem dessas câmeras é alta e os detalhes da cena, pessoas e objetos podem ser claramente reconhecidos, principalmente se optarmos por um dos muitos modelos existentes capazes de gravar e transmitir em alta resolução. Um exemplo são as câmeras que oferecem uma resolução de 1080p ou superior para obter uma qualidade de imagem.

Os sistemas de câmeras IP com fio podem apresentar uma desvantagem no momento da instalação, uma vez que o acesso para passagem dos cabos pode não serem adequados ou estarem obstruídos.

Para minimizar esse problema e economizar custos com fiação e instalação, são recomendadas câmeras com tecnologia PoE, que basicamente transportam energia e vídeo pelo mesmo cabo.

2. Visibilidade em ambientes com pouca luz?

Se suas maiores necessidades estão focadas no monitoramento em piscinas de luz ou à noite, seja em ambientes internos ou externos, a melhor opção é incorporar câmeras infravermelhas ou térmicas em seu sistema de vigilância. Seu funcionamento, ao contrário das câmeras convencionais, não depende das condições de iluminação, mas do calor emitido por um corpo ou no caso da radiação infravermelha emitida em IR, para que possam captar essa luz imperceptível ao olho humano e dar forma a uma imagem clara do ambiente, detectando objetos, animais e pessoas, minimizando falsos alarmes.

3. Câmera interna ou externa?

– Câmeras externas: Para uso externo é aconselhável que possuam as certificações IP66 ou IP67, particularidade que garante que resistirão a ambientes desafiadores e serão resistentes a todos os tipos de climas, tolerando na maioria dos casos de -30 ° a 60 ° centígrados. Outros modelos mais especializados têm a capacidade de manter o desempenho ideal, mesmo em faixas de temperatura mais altas.
– Câmaras internas: Na maioria dos casos, elas se destinam a ser discretas e menores do que uma câmara externa, não requerem alta resistência a altas e baixas temperaturas. Eles geralmente têm uma lente grande angular que lhes permite cobrir um amplo campo de visão da área a ser monitorada.

Gostou do assunto? Tem alguma dúvida? Então deixe o seu questionamento nos comentários!

Ou se deseja receber uma consultoria especializada, escreva seu nome e e-mail que um profissional capacitado vai entrar em contato com você.
www.supersegbrasil.com.br/nossas-lojas

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Deixe uma resposta

*

code